Nessa postagem vou contar minha experiência com o TOEFL e contar um pouco sobre como a prova funciona, assim como fiz com o GMAT. Vou iniciar falando um pouco sobre a como a prova funciona, um pouco sobre o financeiro e por fim minhas experiências específicas.

   Diferentemente do GMAT, o TOEFL iBT  tem uma vasta oferta de locais de prova e datas disponíveis e por isso não irei listar todos os centros de teste do Brasil como fiz na postagem do GMAT. O local físico onde fará a prova não será um problema nesse caso.

   A prova é inteiramente feita pelo computador em grandes salas com cubículos isolados para cada participante. A prova é longa durando aproximadamente 4 horas e tem 10 minutos de descanso obrigatório separando as duas primeiras partes das duas últimas.

   Existem 4 grandes partes na prova nessa ordem:

  1. Reading
  2. Listening
  3. Speaking
  4. Writing

   Começando pelas duas primeiras partes da prova: Reading (Leitura) testará sua capacidade de leitura e interpretação de texto e será composta de 3 a 4 passagens acompanhadas de 12 a 14 questões cada tendo tempo de prova total de 60 a 80 minutos. Listening testará a sua capacidade de entender a língua falada, principalmente num ambiente acadêmico, essa parte é composta de 4 a 6 passagens de áudio com tema acadêmico (uma aula sendo dada ou uma discussão dentro de sala de aula) e 2 a 3 passagens de áudio com tema mais livre (conversas casuais) totalizando um tempo de prova de 60 a 90 minutos.

   Por que desses tempos e questões variáveis? Porque você pode ser sorteado para realizar questões experimentais. Durante a prova a única maneira de saber se foi sorteado é pela quantidade de questões e essas questões não valem ponto! Não há maneira de saber quais são as experimentais então faça todas com seriedade. Após essas duas primeiras etapas o participante é obrigado a fazer um intervalo de 10 minutos.

   A terceira parte da prova é a de Speaking, onde a sua habilidade de fala será medida, sendo dividida em 3 tipos de questão:

  • Independent Task: Você receberá uma pequena passagem de texto sobre um assunto familiar e terá 15 segundos para se articular e 45 segundos para falar sem parar sobre o assunto.
  • Integrated Task tipo 1: Você receberá uma passagem de texto e terá 45-50 segundos para ler, receberá uma passagem de audio de 60 segundos e terá 30 segundos para se articular e 60 segundos para falar sem parar sobre o assunto apresentado.
  • Integrated Task tipo 2: Voce receberá uma passagem de áudio de 1-2 minutos, 20 segundo para se preparar e 60 segundos para falar sem parar.

   Por fim, a última parte é a Writing, onde a habilidade de se expressar verbalmente será medida, será um total de 2 textos a serem escritos. Para o primeiro texto você receberá uma passagem de texto e uma passagem de áudio e será pedido para fazer uma comparação, para o segundo texto você receberá apenas a uma questão para debater.

Detalhes da prova

Detalhes da prova

   A prova tem 120 pontos como pontuação máxima, sendo 30 pontos para cada parte. Em geral, os programas de mestrado lá fora, que encontrei, tinham pontuação mínima de 100 pontos para que o candidato estivesse bem cotado, porém existia um certo jogo de cintura para candidatos com notas inferiores. Existem faculdades que pediriam para o aluno participar de aulas de inglês ao chegar na faculdade para compensar a nota baixa, mas  isso depende muito de cada faculdade e curso escolhido.

   Vale lembrar que qualquer um que tenha realizado um curso presencial em tempo integral ensinado em inglês com duração mínima de 2 anos, como por exemplo um bacharelado ou um mestrado, normalmente é isento de apresentar um TOEFL em processos seletivos.

   Em termos financeiros a prova custa USD 215 e no meu cartão à época saiu por BRL 1012,33, esse pagamento lhe dá acesso à provas simuladas na própria plataforma da empresa e além disso eu comprei um livro específico preparatório para prova da Kaplan. Na época eu paguei BRL 131,46 porém agora está por BRL 156,57.

Meus gastos

Meus gastos

Livro da Kaplan que usei

   Algumas dicas que posso dar:

  • Ler bastante artigos acadêmicos, pois a prova é toda baseada neles então é bom se acostumar com palavras mais rebuscadas e construções menos corriqueiras
  • A parte de Listening é longa, sugiro anotar os pontos chave pois a passagem é gande e são perguntados detalhes, então pode ser que a memória falhe nessa parte.
  • Em Speaking, fale alto! Se você tem vergonha treine em frente à família e na hora tente esquecer o nervosismo… Lembre que a prova é cara e o microfone não será lá essas coisas. Pela característica da prova, muitos candidatos chegarão a essa parte juntos então ficará um falatório sem fim na sala, se prepare.
  • Writing foi de longe o mais difícil para mim pois estava pouco treinado, busque escrever textos no Word ou com Grammarly ligado e preste atenção nas correções sugeridas para aprender as construções corretas.

   Em geral não foi uma prova muito difícil, mas tudo isso depende do seu nível de inglês atual. Se você já viajou e assiste filmes ou séries em inglês sem legenda certamente não terá dificuldade de tirar acima de 100.

   Vou compartilhar aqui meus resultados na prova:

Meus resultados

Meus resultados

   Meu contexto: Já viajei para fora e costumo assistir a bastante vídeos no YouTube em inglês, sempre busco livros na língua original (quando é inglês) e tento sempre configurar todos os meus aparelhos na língua inglesa. Se você tem um perfil parecido acredito que não terá grandes dificuldades para essa prova. Eu estudei por 1 semana apenas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *